Curiosidades do Mundo dos Queijos

Da historia do queijo aos queijos “especialíssimos”. Oito curiosidades do Mundo dos Queijos.

1. O queijo nasceu na Mesopotâmia há mais de 8 mil anos. E, apesar de existirem várias teorias sobre sua origem, dentro do templo da deusa da vida Ninchursag (Mesopotâmia) está o primeiro documento gráfico da história que representa a produção de queijo.

2. A primeira fábrica de queijo foi inaugurada na Suíça em 1815, pois até então eram feitos em casa e com uma finalidade prática, a de evitar estragar o excedente de leite.

3. Mas, a  Grécia é o país onde o queijo é mais consumido no mundo, com mais de 37 quilos por habitante, por ano.

4. O maior produtor de queijo do mundo é os Estados Unidos. Este país concentra 30% da produção mundial, com mais de 4 300 toneladas por ano. Logo a seguir aparece a ela Alemanha, com uma produção de mais de 1 900 toneladas.

5. Os espanhois também são grandes apreciadores de queijo. Por exemplo, escritor Miguel de Cervantes era um amante de queijo. Prova disso é que o queijo é mencionado em diversos pontos da sua obra “D. Quixote”.

6. O queijo mais caro do mundo é o Pule e é feito na Croácia. O seu preço pode chegar a mil euros por quilo. É feito nos Balcãs com um leite de uma raça especial de burros, dos quais restam apenas 100. Mas, para obter um quilo de queijo Pule são necessários 25 litros de leite.

7. No Reino Unido é produzido o White Stilton Gold. Trata-se de uma edição especial do Stilton Branco, que é feita apenas em datas especiais como o Natal. A sua preparação inclui lascas de ouro amarelo comestíveis, e é por isso que os britânicos lhe chamaram “o rei dos queijos”. O preço por quilo ultrapassa os 700 euros.

8. Qualquer leite é usado para fazer queijo: vaca, cabra, ovelha, burro, búfalo e até mesmo alce. Na Suécia é feito um queijo exclusivo e único com leite de alce, que é ordenhado por mais de duas horas seguidas. É também um dos queijos mais caros do mundo, cerca de 980 euros por quilo.